Canetas e Penas – Agora é definitivo :P

canetasepenas

Depois de escolher o papel, o grafite, rascunhar muito e apagar com a borracha, chegou a hora de dar um ar de definitivo para a sua obra, né?
Esse post aqui vai falar um pouquinho sobre tipos de canetas e penas pra finalizar (ou até pra começar mesmo) o seu desenho.

As canetas são bem práticas e, quando munidas de suas tampas, podem ser transportadas para todos os lados sem que quebrem as pontas ou furem roupas. Já as penas, são boas ferramentas de desenho e que trazem o maior número de variações por mais ligeira que seja a variação de pressão que você colocar nela. Aqui a gente vai listar uma pequena parte delas, saca só:

canetas

Canetas

Vamos listar quatro que apresentam uma gama básica. Se você quer um desenho que não apague ou manche com o tempo, escolha as permanentes ou “resistentes à luz” :)

1 – Esferográficas

Podem vir em cor preta ou em outras cores fortes e de diferentes qualidades. O que muita gente não sabe é que conforme ela vai ficando gasta, as linhas vão engrossando.

2 – Caneta de Esfera

A tinta flui constantemente por conta de uma pequena esfera que cumpre essa função. Ela é insensível à pressão e, portanto, suas linhas não variam de cor nem de grossura.

3 – Marcadores

Foram fabricados para artistas e estilistas. Possui diversas grossuras e são resistentes à luz e água. E são sensíveis à pressão, então você consegue uma pequena variedade de grossura e tonalidade de acordo com a pressão que colocar na sua mão.

4 – Caneta de Gel

Podem vir em preto, branco e diveeersas outras cores (e até aromas, quem se lembra? :P) inclusive luminosas e metálicas. As de gel branco são ótimas pra trabalhar sobre papel escuro :)

penas

Penas

Aqui, listamos alguns tipos de penas.

1 – Penas de Bambu

Pode-se obter uma pena de bico largo com bambu ou com outra planta tubular. Cada pena é única e produz sua própria linha.

2 – Penas de Aves

Geralmente são usadas penas da cauda ou da asa do animal. Dizem que as melhores são de cisne ou ganso mas os artistas antigos recomendavam as de corvos para trabalhos mais finos.

3 – Canetas de Tinta Permanente

Existem vários tipos de pontas. O reservatório permite um fluxo constante de tinta, que serve perfeitamente para linhas mais compridas e contínuas.

4 – Penas de Metal

Existem diversas pontas baratas de aço em várias grossuras. Elas podem se adaptar a suportes de madeira. Evite aquelas que são muito afiadas, que arranham mais do que desenham.

No próximo post da série, vamos falar de tintas e de pincéis <3
Ah, os dados desse post foram retirados do livro Desenho da autora Sarah Simblet. Você pode comprar o livro >> aqui <<.
Vê se não perde os próximos posts hein!

O Labirinto Studio é um estúdio multidisciplinar disposto a pensar e tirar do papel soluções voltadas ao design, interação e comunicação. Trazemos em nossa essência a busca pela experimentação e pelo novo.